Pneus e Rodas

Use sempre pneus com as medidas indicadas no manual do carro. Tamanhos incorretos alteram o comportamento da direção e deixam o carro inseguro. 
 
Calibre os pneus a cada duas semanas ou antes de pegar a estrada – a aderência do carro na pista também dependem da pressão correta dos pneus. E não se esqueça de checar o estepe. 
 
Para calibrar, use a pressão indicada no manual ou nas tabelas das redes de serviços especializados. Pressão errada provoca desgaste irregular nas bandas de rodagem, diminuindo a vida útil do pneu. Se a pressão for insuficiente, o pneu gasta principalmente nas bordas; se a pressão for excessiva, o desgaste é maior no centro. 
 
Siga os diferentes valores de calibragem recomendados pelo manual se o carro vai rodar com dois ou quatro passageiros ou ainda se vai rodar com a carga completa
 
Como interpretar a medida do Pneu
 
A seguir, algumas dicas da Goodyear sobre manutenção e conservação de pneus para você superar ainda mais os seus limites
 
 
                                             12
  1. Largura nominal da secção do pneu, em mm (S) 
  2. Relação percentual entre a altura (H) e largura da secção do pneu. Quanto menor for esse número, mais baixo será o perfil do pneu. 
  3. Indica que o pneu é de construção radial. 
  4. Diâmetro interno do pneu, em polegadas (=diâmetro do aro) (DI). 
  5. Índice de Carga, ou seja, capacidade de carga máxima que o pneu pode suportar. 
  6. Símbolo de Velocidade, ou seja, velocidade máxima que o pneu pode ser submetido.
 
Alinhamento 
Benefícios para o seu cliente:
  • Oferece maior eficiência de rolamento
  • Maior dirigibilidade
  • Otimização do grau de esterção

 Por que fazer o alinhamento?
Qualquer alteração que ocorra nas especificações de alinhamento, ocasionada por impacto, trepidação, compressão lateral e desgaste dos componentes da suspensão, poderá comprometer o bom comportamento do veículo. Ou, ainda, provocar um desgaste irregular e prematuro da banda de rodagem dos pneumáticos. 

 
Balanceamento
Instrua o seu cliente quando fazer:
  • A cada troca de pneus
  • Ocasião de rodízio (a cada 5.000 Km)
  • Ao primeiro sinal de vibração ou desgaste irregular da banda de rolagem
  • Após ter efetuado reparo no pneu ou câmara de ar 

 Por que fazer o balanceamento?
Danificam o pneu, roubam milhares de quilômetros, provocam desconforto ao dirigir, provoca desgaste acentuado e irregular em pontos alternados da banda de rodagem, trepidação transmitida ao volante e oscilação do conjunto pneu/roda, perda de tração e estabilidade, dificuldade em manter o veículo na trajetória, desgaste prematuro dos rolamentos, amortecedores e terminais de direção. 
 
Fonte: http://www.oficinabrasil.com.br

Compartilhe